O ITAM e o CMDB são ferramentas usadas para propósitos diferentes, e às vezes pode haver confusão no que tende ao gerenciamento dos equipamentos e softwares de sua empresa. Neste blog post, vamos ver o que é o ITAM e o CMDB para descobrir o que os diferencia e o porquê de haver tanta confusão entre os dois.

Antes de continuar, você entende a diferença entre um item de configuração e um ativo de TI?

Um item de configuração, também chamado de IC, é qualquer componente de serviço, elemento de infraestrutura ou outro item que precisa ser gerenciado para garantir a entrega bem-sucedida de um serviço. Um IC é algo que pode ser configurado (alterado) de alguma forma: pense em um servidor no qual você pode habilitar protocolos ou modificar uma porta.

Já o ativo de TI é o item físico ou não-físico que compõe o ambiente de TI da empresa. Pense em sistemas operacionais, como o Windows, Linux ou macOS, softwares contratados ou instalados; dispositivos móveis, como smartphones e tablets, HD externo, impressoras, laptops e outros.

O que é IT Asset Management (ITAM)?

Uma ferramenta de ITAM se concentra nos ativos de TI do ponto de vista financeiro de uma organização, incluindo propriedade, contratos associados ao ciclo de vida do ativo, garantia e informações de atualização.

O objetivo é garantir que os ativos sejam mapeados, monitorados, estocados, atualizados e, quando necessário, descartados com seu ciclo de vida encerrado na empresa. É preciso garantir que os hardwares, softwares, serviços e informações sejam rastreados e usados da melhor forma.

O que é Configuration Management Database (CMDB)?

Os objetivos do Gerenciamento de Configuração é analisar os ativos de TI de uma perspectiva operacional e de suporte. A disponibilidade e a estabilidade dos ativos afetam as operações diárias de uma organização, portanto, os ativos precisam ser documentados juntamente com sua configuração e ofertas de serviço.

Qual a real diferença entre ITAM e CMDB?

Para entender a diferença prática entre o ITAM e o CMDB, tomemos como exemplo um notebook e vamos comparar as considerações e visão de cada uma das duas práticas:

ITAMCMDB
Quando o notebook foi adquirido?Quando foi feita a última manutenção?
Qual é o fabricante?Com que frequência o ativo precisa de reparos?
Quem é o vendedor?Quais dois softwares instalados no notebook são, de fato, necessários? Quais não são?
Qual é o período de garantia?Qual histórico de incidentes do aparelho?
O que a garantia cobre?Quais são os softwares instalados no ativo?