Equipe de trabalho já virou sinônimo de mobilidade. A má notícia é que esta nova realidade tem deixado abertas brechas para hackers e cibercriminosos invadirem o ecossistema corporativo, causando prejuízos financeiros milionários, como temos testemunhado na imprensa. Oito em cada 10 organizações esperam ser alvos de ataques no próximo ano, segundo estudo realizado pela Trend Micro Brasil. E, de acordo com um relatório recente de cibersegurança da Check Point, 97% das empresas de todo o mundo sofreram pelo menos uma ofensiva de malware em 2020, tendo os dispositivos móveis das organizações como principais alvos.

A boa notícia é de que há maneiras de tornar os dispositivos móveis de sua empresa mais seguros, adotando algumas práticas de segurança de dispositivos móveis. Veja a seguir:

Software atualizado é fundamental

Garanta que smartphones, notebooks, tablets e outros dispositivos móveis estejam atualizados e certifique-se que a sua equipe entenda a importância de se manterem as atualizações em dia.

Devices com versões mais recentes de software são mais prováveis de estarem executando corretamente os recursos de segurança operacional, com bugs corrigidos e outras camadas de proteção. Uma ferramenta de MDM (Mobile Device Management) pode auxiliar a garantir a atualização regular de todo o ecossistema de dispositivos e aplicativos móveis, inclusive remotamente.

Crie barreiras de segurança

Uma das principais, e muito simples, maneiras de proteção de dados contra cibercriminosos é a autenticação do usuário. Dispositivos corporativos têm algumas finalidades já definidas: trafegar dados corporativos e serem usados para realizar ações relacionadas ao dia a dia de trabalho. Ou seja, somente a pessoa que deveria estar usando aquele dispositivo deve usá-lo. Um código PIN ou leitor de impressão digital (com alarme de inconsistência quando houver tentativa de acesso por outro usuário) são algumas opções para garantir a autenticação do usuário.

Proteja os dispositivos, desativando-os

Se você não estiver usando o recurso “Bluetooth” de seu aparelho, desative-o. A desativação dessa conexão evitará que seu aparelho seja “descoberto” por hackers e “invadido”. Desative também a conexão WI-FI, dados de internet móvel, âncoras e roteadores quando não forem necessários.

Limpe os dados dos dispositivos em caso de roubo ou furto: remotamente

Mais uma vez, uma solução de gerenciamento de dispositivos móveis pode ser um forte aliado dos líderes e operação de TI das empresas. Em caso de roubo ou furto dos dispositivos, a ferramenta permite limpar os dados do aparelho de forma remota, evitando a exposição de dados corporativos e confidenciais que trafegam pelo aparelho.

O mais importante: Compartilhe e eduque

Todas as dicas contidas aqui e os recursos adotados pela sua empresa somente serão valiosos se implementados. As suas equipes precisam saber como usar os recursos e o que podem fazer para ajudar na proteção de dados. Elabore e execute treinamentos regulares sobre segurança de dados.

Para mais informações, acesse: www.safirast.com/mdm-emm-enterprise-mobility-management/