Technology Expense Management X Technology Enhanced Management: entenda as diferenças

O conceito de Technology Expense Management (TEM) envolve uma série de atividades para gestão eficiente dos recursos de TI e telecom em uma empresa. Ferramentas automatizadas e processos de negócio padronizados ajudam o cliente a controlar seus custos nas faturas telefônicas e a visualizar melhor suas despesas, de maneira centralizada.

Mas, com os planos ilimitados oferecidos pelas operadoras de telecom e tarifas de serviços cada vez mais baixas, as oportunidades de redução de custos com TI e telecom tornaram-se mais escassas. Ainda assim, ferramentas de TEM, como a que permite visualizar todos os detalhes da operação, continuam fundamentais para gestores das áreas.

Na SAFIRA, temos observado – e testado – cada vez mais oportunidades de posicionar de maneira diferente as tradicionais ferramentas de TI e telecom para acelerar resultados de negócios. E isso tem gerado aumento de receita e melhoria da produtividade para as organizações onde atuamos.

Com esse objetivo, repensamos o significado o “E” da sigla TEM e o reposicionamos para Technology Enhanced Management (do inglês Gestão Aprimorada de Tecnologia). Aqui o posicionamento de TEM sai do campo operacional para protagonizar o lado mais estratégico nos negócios.

Isso porque o consumo de voz e de dados pode revelar muito sobre o comportamento do colaborador durante suas atividades no dia a dia da empresa.

Para facilitar o entendimento deste novo conceito de TEM, pense em alguns exemplos de aplicabilidade da Gestão Aprimorada de Telecom. São múltiplas as possibilidades. Listamos algumas:

  • Como mensurar se a equipe comercial de sua empresa tira os pedidos dos clientes por telefone ou em visitas presenciais, seguindo a estratégia corporativa de vendas?
  • Ou, no time de executores de trademarketing, como se comportam os colaboradores que têm melhor performance em campo?
  • E como telecom pode ajudar a melhorar a performance daqueles que não têm atingido suas metas?
  • Ou, então, quais os melhores conteúdos de e-learning para cada perfil de motorista da equipe de logística, considerando sua performance comparada com o seu comportamento no smartphone no dia a dia e outros dados de negócios vinculados?
  • Como melhorar os resultados de determinados times tendo como base ferramentas de telecom, indicadores de negócios e gamification?

As possibilidades são infinitas e testamos novas aplicabilidades a cada dia, com base em Big Data e Business Intelligence.

Um conceito de TEM pode, inclusive, complementar o outro (Gestão de Custos + Operação Aprimorada). Podemos citar aqui um dos nossos cases recentes como exemplo disso. Em uma análise detalhada de uma empresa de bens de consumo, identificamos que a gestão de telecom poderia trazer, muito além de redução de custos, um aumento significativo de receita e produtividade.

Para suas 10 mil linhas ativas, a redução de cada ponto percentual de custos em suas faturas telefônicas trazia benefício de R$ 60 mil em um ano. Por outro lado, o aumento de cada ponto percentual de produtividade de sua equipe aumentava o faturamento da companhia em R$ 150 milhões para o mesmo período.

Nossa solução? Atuar nas duas frentes. Gerenciamos os custos do dia a dia de telecom com base nos conceitos tradicionais de Technology Expense Management e também investimos em estratégias de mobilidade que aumentassem a produtividade das equipes comerciais, logística e de trademarketing em campo por meio da Technology Enhanced Management. Os resultados apareceram nos relatórios trimestrais corporativos seguintes e engajaram líderes da organização muito além das áreas de telecom e TI.