Para os líderes da indústria de bens de consumo, a gestão de tecnologia está entre os quatro itens mais essenciais para garantir a execução de uma estratégia de trademarketing eficaz – no mesmo patamar de importância de “tempo de resposta ao mercado” e “reposição de produtos na gôndola”. Os dados são da pesquisa “O que as agências, a indústria e o varejo pensam sobre o Trade Marketing” divulgada recentemente pela Associação de Marketing Promocional (AMPRO).

Os entrevistados apontam a tecnologia como ferramenta fundamental para traduzir informações descentralizadas em dados que tragam insights e ajudem os gestores a tomar decisões capazes de acelerar os resultados das vendas e o faturamento da empresa de maneira direta. Mas, para 86% desses gestores, as informações que podem ser coletadas em campo ainda não são bem utilizadas e acabam se perdendo ao longo do caminho.

Grande parte dos dados a que estes líderes se referem trafegam diariamente pelos smartphones dos promotores de trademarketing atuantes nos pontos de vendas espalhados por todo o país. E, estes dados coletados e tratados de maneira estruturada, podem trazer inúmeros benefícios para os negócios. É possível avaliar indicadores relacionados à produtividade do colaborador, à execução da estratégia comercial nos pontos de venda e ao controle assertivo de custos da operação, entre tantos outros dados úteis para mensurar os objetivos de negócios de cada gestor.

Podemos citar aqui diversos exemplos: Você sabe com que nível de bateria do smartphone cada um de seus promotores saiu para trabalhar pela manhã? Ou por quanto tempo ele utiliza cada aplicativo instalado em seu celular ao longo de suas atividades do dia? Quais treinamentos surtem mais efeito na produtividade do colaborador, de acordo com seus pontos mais fracos? O que os melhores promotores fazem em campo que podemos replicar para melhorar o desempenho de toda a equipe? Como você pode minerar estas e outras informações coletadas do dispositivo móvel e relacioná-las com sua performance em campo?

Para se garantir, de fato, a execução de uma estratégia de trademarketing eficaz, a gestão de tecnologia deve ir além do gerenciamento padrão de dispositivos móveis em campo e dos bloqueios padrão dos smartphones. É preciso inteligência para que as ferramentas do dia a dia estejam posicionadas estrategicamente de modo a gerar dados que sejam transformados em informações úteis de negócios, que baseiem estratégias assertivas e garantam o aumento e produtividade e faturamento financeiro.