Se você já conhece o termo Internet das Coisas (IOT, do inglês “Internet of Things”), provavelmente ouviu exemplos aplicados ao dia a dia, como conectar eletrodomésticos e aparelhos dentro da sua casa à internet para que pudessem ser controlados remotamente. Criar rotinas automatizadas, monitorar processos a distância, entre várias outras aplicações.

            Mas já pensou na possibilidade de aplicar esse conceito no campo industrial?

Afinal, o que é IOT?

         É a interconexão de uma rede de máquinas e dispositivos, que trocam informações entre si. Assim, conseguem obedecer a comandos e executar tarefas de maneira inteligente, visando otimizar processos.

Aplicação à indústria

            Trazendo para o ambiente industrial, percebemos o surgimento de um novo termo, o IIOT, para “Industrial Internet of Things”. Agora, estamos ouvindo falar do termo “Indústria 4.0”, e a IIOT é grande colaboradora no surgimento dessa nova geração de desenvolvimento de maneiras de operar recursos.

O 5G na IOT

            O 5G pode ser considerado um conjunto de padrões para uma internet sem fio até 20 vezes mais rápida do que o 4G, permitindo suporte para novos aplicativos e, neste caso, avanços na rede IOT E IIOT.

A combinação de conexão confiável e de baixa latência do 5G que possibilitará a extensão do IOT industrial para espaços não conquistados.

Um futuro próximo

            Temos referências de famosas revoluções industriais, que trouxeram novos modelos para as produções empresariais. Estaríamos nós encarando agora uma Quarta Revolução Industrial? Alguns estudiosos acreditam que sim, e que a IIOT veio para quebrar paradigmas e inserir novas tecnologias em empresas e indústrias.

            E a previsão não é muito distante: estima-se que, em 2025, o mundo terá um total entre 100 e 200 milhões de objetos conectados. Sua empresa ou indústria precisa estar preparada.